Comunicação dificulta conhecimento sobre sistema de bandeiras

| Imagem: Unsplash

Na visão dos autores de estudo realizado pelo Instituto Qualibest, que mostrou que pequena parcela da população conhece de fato o funcionamento do sistema de bandeiras tarifárias, o desconhecimento sobre o assunto está ligado a formas não eficazes de comunicação do sistema e da bandeira vigente, seja pelos canais empregados ou mesmo pela forma adotada.

“Acreditamos que se o consumidor tivesse maior conhecimento do funcionamento do sistema, dos impactos sobre seu consumo de energia elétrica e houvesse uma ampla e efetiva divulgação da bandeira vigente para o mês, o consumidor teria mais recursos para tomar medidas de redução de consumo e reduzir seus custos”, indica César Sá, sócio e diretor de Operações da WeSee.

Cesar Sá explica que o público participante da pesquisa acredita que a Aneel poderia utilizar mais as mídias tradicionais para divulgar a questão das bandeiras tarifárias. “A pesquisa indicou a preferência do público participante, e ela passa pelas mídias tradicionais (TV, rádio, jornais), sendo a TV a primeira indicação e as mídias sociais em segundo lugar. A internet aparece em terceiro lugar. As demais mídias vêm em seguida”.

Os dados da pesquisa, realizada com 893 internautas, responsáveis pelos pagamentos das contas das residências, indicaram que 73% disseram ler as informações presentes nas contas mensais de luz. Desse total, 48% afirmaram conhecer e saber como as bandeiras funcionam; 45% responderam que as conhecem, mas não sabem exatamente o que elas são; e 7% afirmaram não conhecê-las.

Para os que disseram conhecer o sistema, de acordo com o QualiBest, os entrevistadores solicitaram que descrevessem em poucas palavras o significado das bandeiras: 31% da amostra total efetivamente conhecem o funcionamento do sistema.

“O prejuízo vem no momento em que o consumidor não toma medidas de economia porque não conhece corretamente o Sistema, não tem a informação da Bandeira vigente e não entende qual é o impacto sobre sua conta de energia”, avalia Cesar Sá.

 

Associe-se e conheça a Área do Associado, um espaço aonde você tem acesso a estudos, apresentações, documentos dos principais órgãos do SEB e mais! Não perca tempo e entre em contato!

 

Fonte: Brasil Energia.