Energia mais cara acelera alta no IPCA de outubro, segundo IBGE

| Imagem: Unsplash

O aumento no custo de energia elétrica foi o grande responsável pelo crescimento de 0,26 ponto percentual no IPCA de setembro para outubro, segundo o IBGE. Do nono mês para o décimo, a taxa subiu de 0,16% para 0,42%. Ainda de acordo com o Instituto, o custo de energia elétrica subiu 3,28% no mês por conta da adoção na bandeira vermelha no segundo patamar.

A pressão das tarifas de energia no IPCA deve continuar. “No próximo mês, continuará vigorando a bandeira tarifária vermelha, porém o preço da energia elétrica passará de R$ 3,50 para R$ 5,00 por cada 100 kWh, aumentando a pressão nos preços de energia”, avalia o analista da pesquisa, José Fernando Gonçalves.

Já o IPCA dos dez primeiros meses fechou com alta acumulada de 2,21%. O resultado é 3,57% inferior a alta acumulada de janeiro a outubro do ano passado, quando a taxa ficou em 5,78%.

 

Associe-se e conheça a Área do Associado, um espaço aonde você tem acesso a estudos, apresentações, documentos dos principais órgãos do SEB e mais! Não perca tempo e entre em contato!

 

Fonte: Brasil Energia.