Afluências recuam e PLD chega ao teto em todo país

| Imagem: Google

O Preço de Liquidação das diferenças alcançou o valor máximo para a semana operativa que se inicia em 9 de setembro. Segundo a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica, houve aumentou de 8% ante o período anterior ao atingir o valor máximo de R$ 533,82/MWh, em todos os patamares e em todos os quatro submercados.

O principal direcionador desse aumentou foi a queda na previsão de afluências para o Sistema Interligado Nacional em setembro de 70% para 58% da média histórica. Os índices de energia natural afluente esperados para o mês seguem abaixo da média em todos os submercados, sendo de 71% no Sudeste, de 43% no Sul, 32% para o Nordeste e de 50% no Norte.

Por sua vez, a expectativa é que a carga prevista para o SIN na próxima semana não sofra alteração significativa, com elevação de aproximadamente 100 MW médios no Sul e redução de 100 MW médios no Norte.

Já os níveis dos reservatórios do Sistema estão cerca de 850 MW médios mais baixos em comparação com a expectativa da última semana. Em seu comunicado semanal a CCEE aponta que as reduções foram verificadas no Sudeste em 600 MW médios e no Sul em 500 MW médios. As outras duas regiões seguiram sinal contrário, com crescimento de 150 MW médios no Nordeste  e de 100 MW médios no Norte.

O fator de ajuste do MRE previsto para setembro é de 62,2% e os Encargos de Serviços do Sistema são esperados em R$ 12,65 milhões para o período, sendo R$ 11,23 milhões relacionados à restrição operativa.

 
PLD
Sudeste/Centro Oeste: R$ 533,82/MWh (pesada); R$ 533,82/MWh (média); R$ 533,82/MWh (leve);
Sul: R$ 533,82/MWh (pesada); R$ 533,82/MWh(média); R$ 533,82/MWh (leve);
Nordeste: RR$ 533,82/MWh (pesada); R$ 533,82/MWh (média); R$ 533,82/MWh (leve);
Norte: R$ 533,82/MWh (pesada); R$ 533,82/MWh (média); R$ 533,82/MWh (leve).

 

Associe-se e conheça a Área do Associado, um espaço aonde você tem acesso a estudos, apresentações, documentos dos principais órgãos do SEB e mais! Não perca tempo e entre em contato!

 

Fonte: Canal Energia.