Com a força das águas, produzir energia hídrica é um caminho

| Imagem: ABRAPCH

Santa Catarina é líder em projetos de energia hídrica no Sul do país. A riqueza energética que flui pelo caminho das águas se deve ao grande potencial que o estado tem, com suas características topográficas, pequenos e grandes rios, que favorecem as quedas d’água. Outro fator que colabora para este sucesso na geração de energia hidráulica é o apoio do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul – BRDE, que tem sido parceiro do setor, cumprindo sua missão de apoiar iniciativas sustentáveis.

Os resultados podem ser vistos na atuação do Banco em parcerias com as PCH (Pequenas Centrais Hidrelétricas) e CGHs (Centrais de Geração Hidráulica) e no
programa BRDE Energia, um dos eixos do BRDE – PCS (Produção e Consumo Sustentáveis), case de sucesso no país.

A atuação do Banco vem se fortalecendo no segmento de geração de energia elétrica renovável e em investimentos de eficiência energética. O Programa BRDE Energia já financiou 59 projetos de energia hídrica, com valores na ordem de R$ 638 milhões, sendo o agente financeiro do Programa do Governo do Estado para incentivar investimentos em energias limpas em Santa Catarina.

“A atuação do BRDE - principal instituição financeira do setor de energia em Santa Catarina -, é fundamental, especialmente junto às PCHs e CGHs. O Banco tem se mostrado um parceiro decisivo para a liderança em projetos de energia hidráulica e os resultados estão aí para serem vistos”, afirma Gerson Berti, presidente da Apesc (Associação dos Produtores de Energia de Santa Catarina). “O BRDE cumpre muito bem sua missão. No final este ano, teremos outro leilão e, certamente, os vencedores poderão contar com o BRDE para levar adiante seus projetos”, afirma Berti.

 

“SC tem o maior potencial para PCHs do Brasil”

Para Paulo Arbex, presidente executivo da ABRAPCH (Associação Brasileira das Pequenas Centrais Hidrelétricas), é fundamental a presença do BRDE na Região Sul do Brasil, por ser um agente ágil, com custos que permitem a prática de tarifas menores, o que beneficia a população. “A ABRAPCH defende para o Brasil a matriz renovável com base hidráulica e Santa Catarina tem o maior potencial para PCHs e CGHs do país”, afirma Arberx. “Além disso, SC tem o maior parque industrial para isto e a parceria com o BRDE é fundamental neste processo”, reforça. Entre os diferenciais do Banco no apoio às iniciativas sustentáveis estão a equipe técnica especializada, tramitação prioritária, articulação com órgãos públicos e entidades do setor, e opções de garantias mais flexíveis. Nos últimos 10 anos, o BRDE apoiou mais de 40 projetos em Santa Catarina e ajudou o Governo do Estado a elaborar o programa SC+Energia, fazendo parte do seu comitê gestor.

 

“Somos exportadores de energia”

Lembra o presidente da Câmara de Energia da FIESC, Otmar Josef Muller, que SC possui capacidade instalada de geração de energia elétrica 62% superior ao consumo médio do estado. “Somos exportadores de energia. Porém há muitas oportunidades para ampliar a produção. Principalmente na geração distribuída, junto ou próximo aos pontos de consumo”, afirma Muller.

A modalidade hídrica traz a vantagem de dispensar investimentos em redes de transmissão e alivia a carga nas redes de distribuição já existentes. E também há ainda um vasto potencial para Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) em SC estado, pela ocorrência de grande número de pequenos rios e pela topografia adequada. “Para o aproveitamento destas oportunidades são indispensáveis fontes de financiamento, com bons prazos de amortização e juros baratos, o que reforça a importância e a necessidade da presença do BRDE neste setor. Normalmente, são projetos que não demandam valores vultuosos de recursos financeiros, mas que precisam estar acessíveis aos pequenos empreendedores com o mínimo de burocracia”, observa Otmar Muller.

 

Associe-se e conheça a Área do Associado, um espaço aonde você tem acesso a estudos, apresentações, documentos dos principais órgãos do SEB e mais! Não perca tempo e entre em contato!

 

Fonte: Notícias do Dia.